Google Analytics em conformidade com o RGPD

O Google Analytics deu um primeiro passo para cumprir com o RGPD. Recentemente, o Google tem enviado aos seus utilizadores (administradores) do Google Analytics, um email com o assunto “[Ação necessária] Atualizações importantes acerca da retenção de dados do Google Analytics e do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD)”.

O Google alterou as configurações do Google Analytics de modo a estar em conformidade com o RGPD, em particular, solicitando que se realize várias ações antes do dia 25 de maio de 2018, data de implementação do RGPD. Ou seja, a ferramenta está em conformidade, mas é preciso que se tomem as ações requeridas.

Aceitar a política de cookies terá que obedecer à regra de consentimento explícito e, portanto, informar o que será feito com os dados do utilizador (ID ou qualquer outro identificador exclusivo que possa usar).

Um novo controlo e armazenamento de dados foi introduzido, permitindo estipular o período de tempo do armazenamento dos dados do utilizador. Uma vez expirado o tempo  previamente definido de armazenamento dos dados do utilizador no Google Analytics, todos estes dados serão automaticamente excluídos. Existe também a opção “não expirar automaticamente”. É importante destacar que os dados agregados não serão afetados, isto é, o Google Analytics continuará a exibir dados durante os períodos, mas estes serão uma “aglomeração” e não dados reais. Não poderemos, no entanto, consultar dados individuais, ou seja, aqueles que pertencem a um único utilizador (a sua sessão, os seus eventos, etc.). Os administradores serão obrigados a rever as suas configurações e escolher entre diferentes opções predeterminadas de armazenamento e eliminação de dados.

Ainda antes da entrada em vigor do novo RGPD, o Google Analytics irá contar com uma ferramenta de eliminação de utilizadores para permitir a gestão de eliminação de todos os dados associados a um utilizador individual (por exemplo, visitante do site) a partir das suas propriedades do Google Analytics. Esta nova ferramenta vai funcionar com base nos identificadores comuns enviados para o ID de cliente do Analytics (o cookie original padrão do Google Analytics), o User ID (se ativado) ou o ID da instância da aplicação (se utilizar o Google Analytics para Firebase).

O Google sugere também que pondere em conjunto com os seus conselheiros ou departamento jurídico a conformidade da sua empresa com o RGPD ao utilizar o Google Analytics e o Analytics 360, pedindo que se reveja/aceite os Termos de Processamento de Dados atualizados.

Fale connosco para descobrir os nossos serviços de estratégia digital em conformidade com o RGPD!