5 dicas para aumentar as vendas online

Os novos modelos de vendas online são apenas um reflexo do estilo de vida do novo consumidor e já é de conhecimento geral, as várias vantagens de se ter uma loja online pois na hora de comprar, cada vez mais, o consumidor pesquisa primeiro na Internet. As lojas online podem ter um baixo custo e ainda serem integradas a um ERP. De forma a impulsionar o crescimento do negócio, esta é uma possibilidade que precisa de estar cada vez mais presente nas pequenas e médias empresas. Se já o faz, mas gostaria de ver as suas vendas impulsionadas, deixamos-lhe aqui cinco sugestões:


1 – Comunidade

O ser humano é naturalmente sociável e no mundo digital, ambientes de fórum e comunidade fazem sucesso. Especialistas em marketing defendem que as pessoas que têm as mesmas preferências formam “clãs” e se os seus clientes sentirem que o seu produto pode ajudá-las a fazer parte de uma comunidade, estarão mais propensos a clicar no botão de comprar. Por isso quando estiver a vender para um cliente, assegure-se de que o está a fazer sentir parte de uma comunidade. Esse tipo de atitude não só reforça a proposta de valor do seu produto, como contribui para criar fãs incondicionais da sua marca.


2- Novidade

Está mais que comprovado neurologicamente que a exposição a algo novo e desconhecido aumenta a quantidade de dopamina no cérebro, que está diretamente relacionada aos níveis de concentração e motivação. Além de estimular o interesse, a novidade instiga à ação, já que as pessoas querem ser as primeiras a experimentar o produto.

A curiosidade também pode ser um fator crucial neste ponto, pois a mesma inspira a ação e também aumenta a atividade em partes do cérebro associadas ao prazer e se o produto for útil e ajudara resolver um problema, aumenta a possibilidade do compartilhamento com terceiros, o que contribui para aumentar o tráfego da página online, criando assim um ciclo positivo para o seu negócio.


3 – Antecipação

A antecipação e por sua vez a urgência!  Às vezes nem precisamos do produto, mas basta acrescentar um valor temporal que nos sentimos motivados a realizar a ação naquele momento e se essa mesma ação é misturada com a obrigação de um compasso de espera, a ansiedade para adquirir o produto, aumenta!

Ou seja, anunciar a estreia de um produto e simultaneamente um limite de unidades, as vendas podem disparar!

Agregado ao sentido de antecipação e de urgência, está também a competição, que é uma estratégia muito utilizada no digital. Quando é criado algum tipo de jogo, a maioria das pessoas vai querer vencer e é aí que se utiliza a estratégia de criar competição. É inerente ao ser humano querer vencer um jogo, melhor ainda quando existe uma recompensa pela vitória. Além disso , é precioso para fazer com que um potencial cliente faça alguma ação sem racionalizar muito.


4 – Reciprocidade

Sempre que alguém nos faz um favor, a nossa tendência natural é retribuir, certo? Por isso, é tão importante gerar valor para o cliente, antes de pensar no lucro que lhe poderá dar.

Muitos empreendedores ainda têm dificuldade de compreender a jornada de compra porque querem um retorno imediato do valor investido.

No entanto, o valor acrescentado chega quando se respeita e alimenta todas as etapas do funil de vendas – Qualificando os seus clientes, as suas vendas aumentarão naturalmente e de forma sustentável. Por isto, se o conteúdo que entrega gratuitamente ao cliente, agrega valor, o mesmo irá sentir-se mais propenso a retribuir, comprando o seu produto.

A par da reciprocidade, existe a empatia. Demonstrar que se importa com a opinião dos compradores e com a experiência dos mesmos, é a melhor forma de fidelizar o cliente.

Portanto, facilitar o processo de compra e manter um canal de comunicação aberto com o seu público são apenas alguns exemplos de ações que criam empatia.


5 – Simplicidade do Storytelling

O storytelling nada mais é do que a capacidade de contar histórias e é um recurso que é utilizado no marketing digital já há vários anos com a finalidade de persuadir pessoas a comprarem produtos.

Mas porquê?

A maioria das pessoas acredita que as escolhas que fazemos dependem de uma análise racional, mas na verdade, as nossas decisões são baseadas na emoção, especialmente no que diz respeito aos hábitos de consumo. Contar histórias ativa partes do cérebro associadas à visão, som, gosto e movimento, que podem influenciar uma pessoa a escolher um produto ao invés de outro, embora ambos prometam solucionar o mesmo problema.

“Keep it simple” é também um mote importantíssimo pois o cérebro humano é complexo, mas gosta de simplicidade e procura sempre otimizar as ações para que estas aconteçam de maneira mais rápida e fácil. É uma condição biológica que é objeto de estudo da neurociência.

Além disso, a depender do seu público, a simplicidade gera um sentimento de identificação que vai de encontro ao sentido de empatia, já falado.


O segredo é saber diferenciar a hora de atrair da hora de converter, e oferecer conteúdo adequado para o cliente, independentemente da sua posição no funil de vendas e embora a utilização de diversas estratégias seja algo necessário para o crescimento e desenvolvimento de um negócio que realmente seja lucrativo, atualmente, existem muitas estratégias de marketing digital disponíveis que lhe permitem aumentar as vendas online. Sendo bastante comum que um gestor de um negócio fique perdido no meio de todas as opções, uma estratégia bem estruturada, uma base de dados o mais segmentada possível e uma mensagem ajustada e que proporcione valor ao target pretendido é essencial e como tal em qualquer projeto, o serviço de Marketing Digital da INOVFLOW pode ser fornecido numa perspetiva de 360º, desde a consultoria até à implementação e apoio contínuo.

Saiba que pode contar com a INOVFLOW para o ajudar na conceção e implementação de toda a loja online e estratégia digital. Entre em contacto connosco, queremos caminhar lado-a-lado para fazer crescer o seu negócio.



Tatiana 1

Tatiana Santos

Digital Marketing Manager – INOVFLOW

Comments are closed.