Sophos lança Intercept X para servidor

Após o recente lançamento do Sophos Email Advanced, o nosso parceiro Sophos anuncia agora o Sophos Intercept X para servidoruma solução de proteção tecnológica com capacidade preditiva de deep learning que se adapta costantemente às ciberameaças.

As redes neurais de deep learning do Intercept X estão preparadas para procurar códigos maliciosos e evitar ataques de malware nunca antes vistos.

Um estudo recente da Sophos revela que dois terços dos gestores de IT a nível mundial não compreendem o que é a tecnologia anti-exploit, deixando as empresas vulneráveis à violação de dados.  Não é, portanto, surpreendente que 54% não possuam tecnologia anti-exploit. A investigação leva a empresa a acreditar que uma proporção significativa das organizações acredita que está protegida contra este tipo de ataques, quando na realidade se encontra em risco significativo. Normalmente, os exploits são compreendidos como programas maliciosos com dados ou códigos executáveis capazes de aproveitar as vulnerabilidades nos sistemas dos computadores.

Dan Schiappa, vice-presidente sénior e diretor-geral de produtos da Sophos, destaca que os servidores “são o alvo dos cibercriminosos uma vez que contêm informação valiosa e por terem um propósito organizacional mais amplo do que os endpoints individuais”.

Uma vez dentro da rede, os cibercriminosos podem ser capazes de controlar os servidores e aceder aos dados armazenados tais como informação pessoal identificável (PII), registos financeiros, propriedade intelectual, e aplicações partilhadas. Estes dados podem ser vendidos na Dark Web ou utilizados para outro tipo de ataques. Muitas vezes, as empresas não se dão conta destes ataques até darem conta de uma grande quantidade de cache de dados roubados na Dark Web.

Para além de os servidores também poderem ser vítimas de ransomware e outros ataques habituais, a Sophos avisa que os atacantes também os utilizam como proxies para redirecionar tráfego para websites maliciosos. Os atacantes instalam assim “criptomineiros” nas torres de servidores e contas cloud para que possam gerar criptomoedas ao roubarem capacidades de computação.

A líder global em cibersegurança defende que os ataques dirigidos a servidores podem ser mais devastadores para uma empresa do que os ataques a endpoints, tendo em conta que estes possuem dados cruciais.

Dan Schiappa reforça que “os servidores são infraestruturas essenciais, mas são muitas vezes esquecidos na estratégia endpoint de várias empresas”, e acrescenta que não chega simplesmente instalar a proteção endpoint tradicional nos servidores, tendo em conta que os mesmos exigem ferramentas e caraterísticas adicionais, tais como a deteção do volume de trabalho na cloud, incluindo o Microsoft Azure, e etc.

A necessidade de proteção do servidor está presente em todas as organizações, pelo que a Sophos alerta que as pequenas empresas correm um risco maior do que as organizações maiores e com melhores recursos.

Aproveite para consultar as várias soluções que a INOVFLOW possui em parceria com a Sophos:

Anti-vírus | Proteção Completa | Encriptação | Anti-Phishing | Anti-Ransomware | Gestão Mobile

 

A INOVFLOW está disponível para que juntos possamos assegurar as soluções de proteção necessárias para a segurança da sua empresa.